terça-feira, 20 de maio de 2008

Quatro Vedas do Hinduísmo

Os Quatro Vedas
. Os Vedas são escritos adequados para Brahmanas ou sacerdotes, mas há um conjunto de Escrituras igualmente consideradas védicas como o Bhagabad-gita, O Mahabharata (de onde saiu o Gita), bem como Ramayana. Além destes escritos há os Puranas, considerados obras populares, onde se encontram os princípios éticos e morais da filosofia do Sanatana Dharma.
Os Quatro Vedas
Os textos mais antigos da literatura hindu são constituídos pelos quatro
Vedas: o Rig-Veda, o Sama-Veda, o Yajur-Veda e, o Atharva-Veda. Muitos Hindus acreditam que os Vedas foram revelados aos Saptha Rishis pelo próprio Senhor e transmitidos por tradição oral, talvez, por 8000 anos (Fisher).O mais antigo livro dos Vedas é o Rig-Veda uma coleção de hinos poéticos utilizados em ritos sacrificiais na Religião Védica. A maior parte do Rig-Veda refere-se a oferendas a Soma que é tanto um psicotrópico como a própria divindade. Os deuses no Rig-Veda são principalmente personificações de conceitos cosmológicos e se dividem em duas categorias: os devas deuses da natureza, tais como Indra o deus da "Guerra" (tempestade / trovões), Agni ("fogo"), e Ushas ("alvorada"); bem como os Asuras, os deuses dos conceitos morais, tais como Mitra ("contrato"), Bhaga (guardião do casamento) e Varuna (senhor do Rta").O Rigveda, narrado em versos pelos doze grandes rishis, é composto por dez Mandalas e existe uma variação significativa na linguagem e estilo entre os oito primeiros e os dois últimos. Não é correto dizer que Indra e Varuna são os principais deuses, o Rigveda fala de um Único Deus (Ekam Sathyam Vipra bahuda Vadanthi). Os Vedas dizem que Deus, Ishvara ou Parabrahman permanece o mesmo, é imutável e não tem origem nem fim.O Rigveda descreve a gestão e a organização de toda a criação, atribui funções ou papéis de cada Deva. Há versos em louvor a Indra, mas o puranas explicam que Indra é o nome de uma função que pode ser ocupada por muitas personalidades. Em cada Manvantara Indra tem uma outra personalidade. Acredita-se que na próxima Manvantara, Indra assumirá a personalidade do Asura Rei Mahabali. O Rigveda, também, explica a origem dos sons e da língua

“A vida é uma passagem... nada levamos a não ser o amor de deixamos. O que fica de nós no mundo é a memória do amor dos outros. Porque nós somos a lembrança do amor do outro."
Swami Krishnapriyananda a.

domingo, 18 de maio de 2008

As Três Jóias do Budismo

O TRI-PITAKAS dos budistas(As três Jóias)
Do sânscrito significa As Três Seções das Escrituras Budistas e compreendem o Sutra-Pitaka (Sermões), o Vinaya-Pitaka (Preceitos da Fraternidade Budista) e o Abhidarma-Pitaka (Comentários).
Sidarta Gautama, o Buda, nasceu em 556 a.C., no sopé do Himalaia, atual Nepal. Abandonou a vida principesca e se tornou um mendigo em busca da realidade espiritual. Em 521 a.C., à sombra de uma árvore, atingiu a iluminação. Após 45 anos, pregando a sabedoria e a compaixão, entrou no Nirvana ou alcançou a "Grande Morte".
Seus ensinamentos referem-se a quatro preceitos fundamentais: (1) procurar boas companhias; (2) entender a lei; (3) fortalecer a mente através da reflexão; (4) praticar a virtude.

Quanto ao comportamento prevê dez mandamentos:
I. Não matar.

II. Não roubar.
III. Não falar mal dos outros.
IV. Não mentir.
V. Não ingerir alimentos antes das horas pré-fixadas e se abster de bebidas alcoólicas.
VI. Não assistir à festas e espetáculos.
VII. Abster-se de perfumes, ungüentos, adornos e grinaldas.
VIII. Não cobiçar nada de ninguém.

IX. Evitar o conforto de leitos macios.
X. Abster-se de receber esmolas em dinheiro.

quarta-feira, 14 de maio de 2008

A Torah

A TORÁ /TORAH dos judeus.
A Torá (Lei) original foi transmitida por Deus a Moisés, após ter permanecido 40 dias e 40 noites sem comer, dormir ou beber. A Torá foi ensinada ao povo e seu conteúdo foi compilado na íntegra, para que jamais fosse esquecido e permanecesse imutável, mesmo com a morte dos sábios que a transmitiram, de geração a geração
. O rolo da Torá que é aberto e lido na sinagoga, é escrito com uma técnica especial por um sôfer ( escriba) , em pergaminho de couro de animal e tinta à pena. Qualquer letra a mais, a menos, falhada ou apagada, invalida todo o rolo da Torá e sua santidade. Ela deve ser periodicamente revisada


1.1 A precisão do texto
A Torá foi originalmente ditada por Deus a Moisés, letra por letra. O Midraxe nos diz: "Antes de sua morte, Moisés escreveu treze rolos de Torá. Doze foram distribuídos a cada uma das doze Tribos. O 13º foi colocado na Arca da Aliança juntamente com as tábuas". Como eram conferidos os novos rolos? Um autêntico "texto de prova" era sempre mantido no Templo Sagrado em Jerusalém, e os outros rolos podiam ser conferidos baseando-se nele. Após a destruição do Segundo Templo em 70 dC, os sábios faziam conferências periódicas para eliminar qualquer falha.
Quantas letras há na Torá? São 304.805 letras e 79.976 palavras. O meticuloso processo de copiar um rolo à mão leva mais de duas mil horas (trabalho de tempo integral por um ano).
Para eliminar qualquer chance de erro humano, o Talmud enumera mais de vinte fatores relevantes para que um rolo de Torá possa ser considerado apto. Este é o sistema de segurança embutido na Torá. Se faltar algum destes fatores, ela não terá a santidade necessária nem poderá ser usada para leitura em público.

Quando um rolo da Torá fica pronto para ser entregue num estabelecimento, geralmente sinagogas e casas de estudos onde será utilizada para os serviços religiosos, uma grande festa toma lugar. É armada, em honra à Tora, uma kipá, pálio - cobertura de tecido que é usada sob os noivos no dia de seu casamento sob a qual recebem as bênçãos de sua união. Este costume é alusivo ao noivo, Deus, e seu casamento com Sua noiva - Israel. Todos dançam com a Torá com música e alegria.
A leitura da Torá é realizada segundas e quintas-feiras, no Shabat e nas festas judaicas, em Rosh Chôdesh (o primeiro dia do mês) e com jejuns.

Para os judeus Moisés escreveu todos os cinco livros da Torá. As passagens que se referem a ele aparecem na terceira pessoa, pois cada uma de suas palavras foi-lhe ditada por Deus.
A Torá é também denominada pelos seguintes nomes: Leis de Moisés, Chumash ou Pentatêuco. É composta por cinco livros: Bereshit (Gênesis), Shemot (Êxodo), Vayikra (Levítico), Bamidbar (Números) e Devarim (Deuteronômio).

terça-feira, 13 de maio de 2008

Textos Sagrados


O ALCORÃO dos muçulmanos (islamismo)
Alcorão é a palavra de Allah (Deus), revelada a Mohammad (Maomé), desde a Surata (capítulo) da Abertura até a Surata dos Humanos, constituindo o texto sagrado dos muçulmanos, da religião islâmica.
O Islam é uma palavra árabe e implica submissão, entrega e obediência voluntária. O Islam significa completa submissão voluntária a Deus, outro significado literal da palavra Islam é Paz, e isto significa que só se pode encontrar a paz física e mental através da submissão e obediência voluntária a Deus.
Origem. Aos quarenta anos de idade, enquanto estava empenhado em um retiro meditativo, o profeta Mohamed recebeu sua primeira revelação de Deus por intermédio do anjo Gabriel. Maomé era analfabeto e precisou ditar aos seus escribas tudo o que lhe fora revelado por Alá. Essa revelação, que prosseguiu por vinte e três anos, é conhecida como Alcorão.Tão logo ele começou a recitar as palavras que ele ouviu de Gabriel, e a pregar a verdade que Deus havia lhe revelado, ele e seu pequeno grupo de seguidores sofreram perseguições amargas, que se tornaram tão violentas no ano de 622 que Deus lhes ordenou que emigrassem. Este evento é a Hégira (migração), na qual eles se mudaram de Meca para a cidade de Medina, cerca de 260 milhas ao norte, marca o início do calendário muçulmano. Depois de muitos anos, o profeta e seus seguidores retornaram a Meca, onde perdoaram seus inimigos e estabeleceram o Islam definitivamente.

Nenhuma palavra das suas 114 suratas (capítulos) do Alcorão foi mudada no decorrer dos séculos. Diz Deus no Alcorão: ''Eis o Livro que é indubitavelmente a orientação dos tementes a Deus, que crêem no incognoscível, observam a oração e gastam daquilo com o que os agraciamos.’O Alcorão é a principal fonte da fé e da prática de todo muçulmano. Ele trata de todos os assuntos relacionados com os seres humanos: sabedoria doutrina, rituais e lei, mas o seu tema básico é o relacionamento entre Deus e suas criaturas. Ao mesmo tempo, ele dá orientação para uma sociedade justa, a conduta humana decente e para um eqüitativo sistema econômico.
Outras fontes sagradas no Islamismo

A Suna, o texto que se refere á prática e ao exemplo do Profeta Maomé é a segunda autoridade para os muçulmanos. Exemplos dos Ditos do Profeta Mohamed O Profeta disse:
"Deus não tem misericórdia daquele que não tem misericórdia dos outros".
"Ninguém de vós crê realmente, antes de desejar a seu irmão o que deseja a si próprio.'' ''Aquele que se alimenta, enquanto o seu vizinho está passando fome, não é crente.''“ O comerciante honesto está associado aos profetas, aos santos e aos mártires.’’

A rocha no Caminho (para refletir)


Em tempos bem antigos, um rei colocou uma pedra no meio de uma estrada. Naquele momento ele se escondeu e ficou observando se alguém tiraria a imensa rocha do caminho. Alguns mercadores e homens muito ricos do reino passaram por ali e simplesmente deram a volta pela pedra. Alguns até esbravejaram contra o rei dizendo que ele não mantinha as estradas limpas, mas nenhum deles tentou se quer remover a pedra dali.
De repente, passa um camponês com uma boa carga de vegetais. Ao se aproximar da imensa pedra, ele pôs de lado a sua carga e tentou remover a pedra dali. Após muita força e suor, ele finalmente, com muito jeito, conseguiu mover a pedra para o lado da estrada. Ele voltou a pegar a sua carga de vegetais, mas notou que havia uma bolsa no local onde estava a pedra. Foi até ela e viu que a bolsa continha muitas moedas de ouro, e um bilhete escrito pelo rei que dizia: Todo obstáculo contém uma oportunidade para melhorarmos nossa condição...Pense Nisto... Aquele acontecimento que para você é tão horrível neste momento de sua vida, veio até você para ajudá-lo a crescer! Talvez ele seja a pedra para você ir em busca de algo mais, que pode levar você a uma vida melhor e a conseguir suas realizações!

Diversidade religiosa

Loading...

Para você refletir

A FLOR E O ARROZ

Um sujeito estava colocando flores no túmulo de um parente, quando vê um chinês colocando um prato de arroz na lápide ao lado. Ele se vira para o chinês e pergunta:

- Desculpe, mas o senhor acha mesmo que o defunto virá comer o arroz? E o chinês responde:

- Sim, quando o seu vier
cheirar as flores.

Moral da História: "Respeitar as opções do outro, em qualquer
aspecto, é uma das maiores virtudes que um ser humano pode ter. As pessoas são diferentes, agem diferente e pensam diferente. Portanto, nunca julgue. Apenas tente compreender